sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

ODEBRECHT ACUSA TEMER DE PROPINA DE R$ 10 MILHÕES

De acordo com a delação de Cláudio Melo Filho, a quantia foi entregue em dinheiro vivo para o assessor especial do presidente
     O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, disse que representantes da empreiteira entregaram, em dinheiro vivo, a quantia de R$ 10 milhões, para o José Yunes, um dos conselheiros mais próximos do presidente Michel Temer, durante a campanha eleitoral de 2014.

     De acordo com o jornal O Globo, Yunes foi tesoureiro do PMDB em São Paulo e, hoje, é assessor especial de Temer no Palácio do Planalto.
     O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht disse ainda que, dos R$ 10 milhões, R$ 6 milhões seriam para a campanha de Paulo Skaf, presidente da Fiesp e candidato do PMDB ao governo de São Paulo em 2014.
     Os R$ 4 milhões restantes teriam como destinatário o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, responsável pela distribuição do dinheiro entre outras campanhas do partido.
          Imagem: Reprodução
E agora, presidente?


                

MARABÁ - DETENTOS TERÃO ATENDIMENTO ATRAVÉS DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

     Os internos da Central de Triagem Masculina (CTMM) e do Centro de Reeducação Feminino (CRF) de Marabá, sudeste do Estado, serão contemplados com atendimento integral em saúde por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS). 

     Estas serão habilitadas dentro dos centros de detenção do município, em atendimento à Política de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP). 

     A assinatura do termo de adesão de Marabá à PNAISP, no âmbito do Sistema Único de saúde (SUS), marcou o início do processo para a efetivação da política.






     O plano de ação municipal da PNAISP e o termo de adesão serão enviados nesta semana ao Ministério da Saúde, para posterior publicação da portaria aprovando a adesão do município à política. 












     
     “O atendimento de saúde já existe nessas casas penais e, neste momento, estamos organizando o fluxo juntamente com a Diretoria de Ações Básicas do Município para que esse serviço seja equivalente ao de uma Unidade Básica de Saúde. Tivemos muitos parceiros nesse período em que a adesão à politica estava sendo discutida, como os representantes da 11ª Central Regional de Saúde (Sespa), Secretaria de Saúde de Marabá e a 4º Promotoria Criminal de Justiça de Marabá. Todos fizeram parte dessa conquista”, destacou Michelle Costa de Holanda, diretora em exercício de Assistência Biopsicossocial da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe).



     
     Com a PNAISP, as ações de saúde dentro dos presídios vão seguir os mesmos procedimentos adotados pelo Sistema Único de Saúde nas duas UBS’s, com atendimentos da atenção básica através de programas de hanseníase, tuberculose, saúde mental, saúde da mulher, controle e acompanhamento da hipertensão e diabetes, DST's e HIV e imunização.
     
     Para a promotora de Justiça de Execuções Penais, Daniella Dias, que participou do processo de formalização do termo de adesão do município de Marabá à PNAISP, o direito a saúde é para todos. 


  
     “Essa discussão iniciou há um ano e avançou nos últimos meses devido ao empenho de várias pessoas, com o interesse em resolver logo a questão. Foi um processo célere. As pessoas privadas de liberdade também têm o direito ao atendimento básico de saúde, como qualquer cidadão, e esse ajuste com a Susipe só vem garantir esse serviço”, analisou a promotora.

  
     PNAISP - Em janeiro de 2014 foi homologada e publicada no Diário Oficial da União a Portaria Interministerial nº 01/MS/MJ, que instituiu a PNAISP, no âmbito do Sistema Único de Saúde. 


     O Pará foi um dos primeiros estados a aderir à nova política. 

     Os recursos disponibilizados através do PNAISP serão utilizados para adequação dos ambulatórios nas unidades penitenciárias, além do pagamento dos profissionais que irão compor a equipe mínima.


     A partir da assinatura do Termo de Adesão à PNAISP, pelo gestor de saúde municipal, a unidade prisional habilitada pelo Ministério da Saúde presta cuidados básicos com encaminhamentos hospitalares e consultas especializadas para a rede de referência, dependendo da avaliação do médico da casa penal. 

     As equipes das UBS´s são formadas por profissionais contratados pela Susipe: médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, cirurgião-dentista, técnico em higiene bucal, psicólogo e assistente social.


      
     





      





     

























     O Ministério da Saúde já repassou ao Pará através da PNAISP mais de R$ 2 milhões para investimentos em estrutura física, equipamentos e contratação de profissionais para o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde instaladas nos presídios do Estado. (Giullianne Dias/Ascom/ Susipe)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

XINGU - POLÍCIA PRENDE SUSPEITAS DO ASSALTO AO BANCO EM SÃO FÉLIX

     A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (7) duas mulheres acusadas de envolvimento com a associação criminosa responsável pelo assalto ao Banco do Brasil em São Félix do Xingu, ocorrido no último dia 2. 

     As prisões foram feitas em Conceição do Araguaia e Parauapebas, no sudeste do Estado.

     Uma das presas é a paranaense Nayana Cris da Costa Silva, 29 anos, que foi capturada em Conceição do Araguaia, na divisa do Pará com o Tocantins, no momento em que tentava fugir com parte do armamento usado no assalto. 

     A outra acusada é a mineira Sandra Lúcia Domingues, 20, presa em Parauapebas.

     É apontada como responsável em dar apoio logístico ao grupo criminoso. 

     Elas estão presas em Parauapebas a disposição da Justiça.

     No momento da prisão de Sandra, o companheiro dela, 
Raimundo Nonato Inácio Valdivino, 46, reagiu a prisão atirando contra os policiais.

     Ele morreu na troca de tiros. 

     Na casa, os policiais apreenderam R$ 14 mil roubados durante o assalto. 

     Segundo o delegado Tiago Belieny, Nayana foi presa no interior de um ônibus interestadual que seguia para fora do Pará. 

     Nas bagagens da presa, os policiais encontraram um fuzil AK 47, uma escopeta calibre 12, duas pistolas e dois revólveres. 

     Um dos revólveres foi roubado do vigilante que estava de serviço no Banco do Brasil, em São Félix do Xingu, no dia do assalto.

     Após a prisão e interrogatório de Nayana, os policiais civis descobriram a casa, em Parauapebas, onde estavam escondidos outros envolvidos com a associação criminosa. 

     No local, durante a abordagem policial, Raimundo Nonato reagiu a tiros contra os policiais. 

     Ele era apontado nas investigações como um dos líderes do grupo de assaltantes.

     Durante revista na casa, os policiais civis encontraram a quantia em dinheiro já guardada em envelopes de depósito bancário lacrados, prontos para serem depositados em contas. 

     Segundo o delegado Tiago Belieny, as investigações continuam para identificar e prender os demais integrantes da associação criminosa responsável pelo assalto à agência bancária. 

     Com as prisões, já são quatro suspeitos presos por participação no assalto ao banco em São Félix do Xingu. (Walrimar Santos/ASCOM/PC)

                       Imagens: ASCOM/PC

Nayana tentava "contrabandear" armamento pesado em ônibus interestadual 

Parte do dinheiro tomado no assalto foi recuperado no esconderijo da quadrilha

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

SELO UNICEF - MARABÁ ESTÁ ENTRE OS GANHADORES

     O Selo UNICEF Município Aprovado divulgou esta semana a lista dos vencedores, na Amazônia, da Edição 2013-2016.

    Participaram do certame 611 municípios dos nove Estados que formam a região. 

     Destes, 191 foram reconhecidos, entre eles, Marabá.

     Para conquistar o Selo nessa edição, o gestor municipal deveria aderir à iniciativa, nomear um articulador e desenvolver a metodologia proposta. 

     Os municípios deveriam pontuar nos três eixos: o Eixo de Impacto Social, eixo de Gestão de Políticas Públicas e o eixo de Participação Social, além de realizar dois fóruns comunitários e formar o comitê interssetorial municipal.

     Por meio do trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social (Seasp), todos os requisitos foram preenchidos e Marabá pontuou em todos os eixos.

     O Selo Município Aprovado é a contribuição do UNICEF para o cumprimento da Agenda Criança Amazônia. 

      Ele parte do princípio de que cada município da Amazônia pode fazer muito pelas crianças e pelos adolescentes.

     Se cada município transformar os direitos da criança numa prioridade local, certamente a região vai dar um salto importante na conquista de um presente e de um futuro mais digno e sustentável. (ASCOM-PMM)


                        Imagem: Ilustração




RESPEITAR DIREITO DO IDOSO É DEVER MORAL

A lei protege e garante que os idosos tenham seus direitos cumpridos perante a sociedade

     A lei garante e caracteriza que idosa é toda pessoa que tem idade igual ou superior a 60 anos. 
     Para alguns, ao chegar nessa fase, às condições de vida já são as mesmas, diante das dificuldades que surgem com a chegada à terceira idade e com a diminuição das funções neurológicas como memória, percepção, audição, visão e a dificuldade de locomoção. 
     Além destes problemas comuns, essa geração ainda passa por diversas situações onde seus direitos são desrespeitados. 
     E pior, isso acontece todos os dias.
     Independente das condições apresentadas pelos idosos, o fato é que estes possuem direitos perante a lei e ao tratar-se disso as primeiras coisas que aparecem na mente das pessoas são: atendimento prioritário nas filas e os assentos reservados a estes nos transportes públicos. 
     Porém, os direitos da terceira idade vão muito além disso, desde a esfera da saúde até no lazer, por exemplo.
     O Estatuto do Idoso foi criado com o objetivo de regulamentar e proteger os direitos de quem já atingiu a melhor idade. 
     Contudo, ele aponta as principais garantias que a terceira idade possui em meio à sociedade de consumo:
·  Trabalho na terceira idade;
·  Reserva de habitações;
·  Lazer, cultura e esporte;
·  Entidades ou associações de atendimento ao idoso;
·  Gratuidade e assentos reservados nos transportes públicos;
·  Atendimento preferencial no sistema de saúde e em filas;
·  Pena para casos de violência, negligência ou abandono contra idosos;

     Entretanto, mesmo que previstos na Constituição Federal e no Estatuto do Idoso, os direitos dos vovôs e vovós não são respeitados. 
     São vivenciados por estes a cada dia, muitos casos de humilhações, opressões, discriminações, crueldades e abusos. 
     Em meio a tudo isso, todos nós devemos respeitá-los, pois, não se trata apenas de uma questão legal, e sim moral. 
     Ainda, segundo o IBGE, o número da população idosa no país poderá chegar a 32 milhões no ano de 2025, o que significa maior atenção da sociedade em geral e do estado com relação a esta situação vivida por parte dos idosos.
"Os direitos da pessoa idosa são formas de preservar a dignidade de quem já viveu e trabalhou muito, e agora se vê mais vulnerável em relação à condução da própria vida. Ao ter que confiar suas obrigações e tarefas a outras pessoas, existe também a questão da índole e dos princípios de quem lida e acompanha estas pessoas. O Estatuto do Idoso tem penas rígidas para quem infringe as normas quando se trata de atenção, atendimento e cuidados com quem já passou dos 60 anos”, comenta o advogado Carlos Elias, da ASBP.

Imagem: Ilustração


sábado, 19 de novembro de 2016

IMPERATRIZ - ACADEMIA DE LETRAS EMPOSSA MEMBROS EFETIVOS


  Os efetivos ocuparam as vagas dos saudosos acadêmicos 

João Rennôr e Neneca Mota Melo
                                                                                    
         A Academia Imperatrizense de Letras – AIL realizou na noite desta quinta-feira (17), solenidade especial de posse de dois novos membros efetivos e dois membros correspondentes. 

     O auditório “Vito Milesi” foi o palco do evento.
         
     A programação simples, porém festiva, teve como mestre de cerimônia o acadêmico Edmilson Franco e foi coordenada pelo presidente Luiz Carlos Porto, que fez uma saudação aos presentes passando a palavra para o acadêmico Agostinho Noleto, que fez uma síntese da história da Academia.


         Em seguida o secretário da AIL, Domingos Cezar Ribeiro fez a leitura dos currículos literários dos dois membros efetivos e os dois correspondentes. 

     O presidente Luiz Carlos Noleto convidou-os a assinar o termo de posse para em seguida receber das mãos dos familiares o capelo, símbolo da AIL.
         
     A poeta e médica Adriana Moulin Picoli, recebeu o capelo do marido Mateus Picoli, dos filhos e neta; enquanto o professor e escritor Marcos Fábio Belo Matos, recebeu o capelo das mãos de uma tia. 

     Os membros correspondentes poeta Airton Souza, de Marabá, assinou o termo de posse e Alan Kardec Pacheco esteve ausente.
         

     A solenidade foi encerrada com os discursos dos novos empossados. 

     Tanto Adriana Moulin Picoli, quanto Marco Fábio Belo Matos, falaram de suas produções literárias e do orgulho de ingressarem naquela Casa de Letras. 

     De improviso, o poeta Airton Souza disse que tem o orgulho de representar a AIL no sul e sudeste do Pará.
         

Currículos  

     Nascida em Colatina (ES), lia desde pequena os livros de seu pai, apaixonando-se por poesias, e escrevendo as suas primeiras ainda na infância. 

     Foi aprovada no curso de Medicina, na Universidade Federal do Espírito Santo, com apenas 16 anos, formando-se com 22 anos de idade.
         

     É casada com Anderson Mateus Picoli e mãe de Andressa, Felipe e Anna Maria. 

     Possui muitas poesias inéditas e tem o que considera o que lhe é de mais agradável: o hábito de ler e escrever. 

     Publicou duas obras: “Para sempre o nosso sol – Todos os pais são heróis” (2209) – Ética Editora e “Nua como a Lua” (2016) Editora Buqui (RS).
         

     Nascido em Bacabal (MA), Marcos Fábio Belo Matos é professor adjunto IV da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), curso de Comunicação Social – Jornalismo. 

     Atua nos campos da literatura (poesia, conto, crônica e novela). 

     Sua atuação redundou na publicação de 17 livros em regime de autoria e co-autoria.
         

     É membro fundador da Academia Bacabalense de Letras; vive em Imperatriz há dez anos, sempre procurando contribuir com o desenvolvimento desta cidade, quer como professor, gestor, pesquisador e sujeito inserido no processo de discussão e reflexão das questões locais.
         

     Membro correspondente, o poeta Airton Souza tem 27 livros publicados. 

     É membro da Academia de Letras do sul e sudeste do Pará; membro da Academia Marabaense de Letras e presidente da Academia de Letras do Brasil – Seccional Sul e Sudeste do Pará. 

     É Mestrando em literatura pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.
         

     Membro correspondente, o professor e historiador Alan Kardec Gomes Pacheco Filho, nascido em Grajaú, é licenciado em História pela UFMA e Mestre em História do Brasil, pela Universidade Federal de Pernambuco e Doutor em História Social, pela Universidade Federal Fluminense.
         

     Membro da Academia Grajauense de Letras e Artes, é autor de vários artigos científicos publicados em revistas especializadas. 

     É um dos organizadores do livro “São Luis 400 Anos: (com)tradições de uma cidade história. 

     Autor dos livros “E porque muitos juraram para trair...” e “Varando Mundos: navegação no vale do rio Grajaú. – Editora da UEMA. (Domingos Cezar)



                        Imagens: João Rodrigues


Acadêmica Adriana Moulin discursa após sua posse 

Acadêmico Marcos Fábio lembra sua trajetória literária






terça-feira, 15 de novembro de 2016

MARABÁ - ESCOLA ACY BARROS INTEGRA INTERCÂMBIO NOS ESTADOS UNIDOS

     A Escola Estadual de Ensino Médio Acy de Jesus Neves de Barros Pereira, em Marabá, conquistou o Prêmio Gestão Escolar 2015, como Destaque Estadual. 

     Por conta disso, o diretor Fábio Rogério Rodrigues Gomes, na condição de representante da comunidade escolar, foi convidado a participar de uma programação que reunirá outros dirigentes de escolas brasileiras em Washington (DC), nos Estados Unidos, para uma troca de experiências positivas no processo ensino-aprendizagem. 

     O Prêmio Gestão Escolar é uma iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

     Fábio Gomes toma parte do Intercâmbio Internacional de Experiências Educacionais nos EUA, que acontece no período de 12 a 24 deste mês, por meio de uma parceria entre o Consed, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

     Por dez dias, o grupo de diretores cumpre uma programação intensa de visitas a agências governamentais federais, estaduais e municipais, organizações não governamentais, escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio e instituições de Ensino Superior norte-americanas.

     Antes da viagem, o grupo formado por representantes dos 26 estados e do Distrito Federal, cumpriu agenda em Brasília (DF), entre os dias 7 e 12 deste mês. 

     Em um dos compromissos, os diretores participaram de palestras sobre inovação escolar na Casa Thomas Jefferson. 

     Também conheceram o movimento Maker, que estimula o aprendizado por meio do fazer, e o Programa Globe, uma parceria entre a Agência Espacial Americana (NASA), que busca promover o ensino prático e a aprendizagem da ciência, estimular a educação ambiental e a descoberta científica.

     Os diretores ainda puderam acompanhar a Olimpíada do Conhecimento, promovida pelo Sesi/Senai no Ginásio Nilson Nelson, com a participação de estudantes da rede pública de todo o País.

Gestão

     O Prêmio de Gestão Escolar contempla projetos inovadores e gestões competentes na Educação Básica do ensino público brasileiro. 

     O objetivo é estimular o processo de melhoria contínua da gestão das escolas com a elaboração de planos de ação baseados na autoavaliação.

     A participação de escolas estaduais paraenses no Prêmio Gestão Escolar tem sido acompanhada pela coordenadora estadual do Prêmio, Laura Lopes, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). 

     No Pará, a premiação teve como finalistas as escolas Acy de Jesus Neves de Barros Pereira, em Marabá; a Escola Estadual de Ensino Fundamental Deputado Armando Corrêa, em Ananindeua; e a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Mário Queiroz do Rosário, de Bragança. (Agência Pará de Notícias / Eduardo Rocha)


                  Imagem: Agência Pará de Notícias


Grupo cumpre intensa agenda de visitas em instituições de Ensino Superior em Washington